um risco



Para minha idade chegou a idade
De repente, como um ladrão
E, mesmo na doçura da vodca
Eu não sinto mais nada

Atualmente moro na a loucura
Todos varmelhos, o céu azul,
Sim um canção órfã
canto em voz baixa.

Do domínio dos seus conselhos
terminei o jogo
com cara de velho
para sair do buraco.

No quarto de dormir
à imagem de Deus
olhando para meu corpo cansado
olhos sedentos de sangue

G.P.

.

.